APPACDM: a sua importância na sustentabilidade

A Associação Portuguesa dos Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental surgiu em 1969 e é uma instituição que apoia o cidadão e “(…) luta diariamente para que o mundo em que este se enquadra seja cada vez mais integrador das diferenças, justo e equitativo.”.

Deste modo, a sua missão passa por ajudar cada pessoa com deficiência mental ou incapacidades a ter uma boa qualidade de vida e a estar feliz enquanto ser humano, podendo sentir-te parte da sociedade.

A instituição dá resposta a várias áreas dentro do seu âmbito de atuação: Intervenção Precoce, Creche e Jardim de Infância Dandélio, Centro de Recursos para a Inclusão, Centro de Recursos ao IEFP.IP, Formação Profissional, Centro de Atividades Ocupacionais, Lares Residenciais e o Apoio Domiciliário.

A aposta na inovação e no empreendedorismo social assim como na valorização dos cidadãos é uma realidade diária na APPACDM. E qual o seu papel e importância ao nível da sustentabilidade? Saiba tudo neste artigo.

A APPACDM na sustentabilidade

A instituição, para além do seu papel tão importante na inclusão e apoio aos cidadãos, tem vários serviços como é o caso do Serviço Temporário de Apoio às Famílias, o Centro Integrado de Desenvolvimento Intelectual, Centro de Medicina Física e de Reabilitação, Manutenção de Espaços Verdes, Casa de Chá, Recolha de Óleos Alimentares Usados, Lavagem Auto, Centro de Férias Quinta da Fonte Quente, Academia dos Saberes e o Idem Aspas.

Recolha de óleos alimentares usados

Apesar da importância de todos estes serviços no seu âmbito de atuação, vamos focar-nos na recolha de óleos alimentares usados.

O óleo alimentar usado é um resíduo produzido pelo setor Horeca e pelo consumidor final que pode ter impactos muito negativos no nosso planeta a vários níveis:

  • Casas: pode levar a problemas de obstrução de canalizações e sistema de drenagem de edifícios
  • Rede pública: causa problemas nas tubagens e coletores públicos assim como de desempenho e funcionamento das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR’s)
  • Meio aquático: como o óleo alimentar usado e a água não se misturam isto cria uma camada protetora que impede a entrada de luz e oxigénio para o meio e, por consequência, pode levar à morte de espécies marinhas
  • Solos: a infiltração deste resíduo nos solos pode poluir o lençol freático ou ser absorvido pelas plantas, prejudicando o seu crescimento
  • Clima: a decomposição do óleo alimentar usado forma gás metano que é um dos gás do efeito de estufa

Um litro de óleo alimentar usado é o suficiente para contaminar um milhão de litros de água – Quercus

Perante estes problemas torna-se essencial a sua recolha e posterior reciclagem como forma de valorizar este resíduo e evitar problemas económicos e ambientais. Para tal, a APPACM iniciou o seu processo de recolha devidamente licenciado em 2007 afirmando que esta iniciativa “(…) assenta numa política de objetivos e estratégias que visam garantir a preservação dos recursos naturais e a minimização dos impactos negativos sobre a saúde pública e o ambiente.”.

Esta recolha, que evidencia a importância da APPACDM na sustentabilidade, é feita nos cafés, restaurantes, bares, cantinas, Instituições Particulares de Solidariedade Social, cozinhas industriais, eventos com restauração e particulares de vários distritos (Coimbra, Aveiro, Viseu e Leiria).

Vantagens desta valorização

Com esta valorização tanto os estabelecimentos e pessoas que reciclam o seu óleo alimentar usado como a APPACDM que o recolhe e permite essa mesma reciclagem contribuem para melhorar o nosso planeta ao nível ambiental e de produção:

  • Reduz a emissão de gases com efeito de estufa
  • Evita os problemas mencionados nas casas e rede pública
  • Permite a produção de biodiesel e produtos como o sabão e detergentes
  • Diminui a nossa pegada ecológica
O óleo alimentar usado permite a produção de detergentes? Sim!

A Ecoxperience através de uma fórmula “mágica” e secreta transforma o óleo alimentar usado recolhido pela APPACDM em detergentes ecológicos 100% biodegradáveis. Este método inovador permite evitar os impactos dos óleos alimentares usados e dos detergentes convencionais no ambiente ao mesmo tempo que satisfaz uma necessidade básica que é a limpeza.

Com o objetivo de dar uma solução inovadora ao setor profissional neste âmbito, a Ecoxperience criou o Programa Green Grease que tem como objetivo recolher os óleos alimentares de vários estabelecimentos parceiros (através de entidades como é o caso da APPACM) e transformá-los em detergentes ecológicos. Para além de dar resposta à necessidade de recolha deste resíduo também permite aos parceiros terem descontos nos detergentes para a higienização e limpeza das suas instalações.

Se pretende fazer parte desta mudança fale connosco, é muito simples!



Scroll Up