A importância da inovação

Ao longo dos tempos, com o desenvolvimento de todas as formas de organização da sociedade e de todos os bens e serviços que consumimos, é possível afirmar que a inovação tem um papel importante no mundo.

A inovação permite o desenvolvimento e a criação de algo novo e é um conceito importante para as empresas, para o ambiente e para a sociedade. Mas qual a importância da inovação? E, sobretudo, qual a sua importância no ambiente?

A inovação

A inovação, de acordo com Tidd et al. citado por Paula Correia, tem um papel relevante na mudança das empresas e do ambiente pois é um dos seus fatores competitivos. Isto porque a globalização e o aumento da oferta de produtos e serviços de várias empresas tornam essencial uma diferenciação.

Ainda de acordo com Paula Correira, a citar Caron, “(…) as pré-condições básicas para a inovação nas empresas se apoiam no progresso tecnológico.” Isto revela também a importância das novas tecnologias para a inovação e também para uma maior consciência ambiental.

Para existir esta consciência ambiental é necessário, segundo Asher et al mencionado por Paula Correia, haver uma correlação entre:

  • Incentivo à inovação;
  • Conhecimento;
  • Capacidade de gestão.

De acordo com a Harvard Business Review, a chave para o progresso é a inovação e a sustentabilidade permitirá uma vantagem competitiva para as empresas na medida em que fará sempre parte do desenvolvimento.

Importância da inovação no desenvolvimento sustentável

Com as alterações climáticas, as empresas que apostam na inovação para ter em conta este problema podem diferenciar-se perante a sociedade, uma vez que permitem um balanço entre o crescimento económico e a garantia das satisfação das necessidades atuais e futuras.

Neste ponto, a Responsabilidade Social assume revelo uma vez que é considerada, pela Comissão Europeia no seu Livro Verde, a  “(…) a integração voluntária de preocupações sociais e ambientais por parte das empresas nas suas operações e na sua interacção com outras partes interessadas.”. Esta integração permite não só uma mudança de comportamentos favoráveis para a empresa e sociedade em geral como também permite transmitir uma boa opinião e reputação sobre a empresa.

Deste modo, de acordo com Luis Teixeira, é necessário ter em conta os níveis económicos, sociais e ambientais no processo de inovação pois “só assim se conseguirá alcançar um desenvolvimento sustentável, compreendido como aquele que atende às necessidades das gerações contemporâneas sem colocar em risco as necessidades das gerações futuras.”.

As organizações podem diferenciar-se através da inovação sustentável ao nível do desenvolvimento económico e também social. De acordo com Charter & Clark, citados por Luis Teixeira, a inovação sustentável pode ser definida como “(…) um processo onde considerações de sustentabilidade (ambientais, sociais e financeiras) são integradas nos sistemas da empresa desde a geração da ideia até à investigação e desenvolvimento (I&D) e comercialização.”

Como já verificámos no artigo sobre a importância do desenvolvimento sustentável, a inovação está presente num dos pontos dos objetivos do desenvolvimento sustentável: o ponto 9 “Indústria, inovação e infraestruturas”. Entre os vários pontos é possível destacar vários objetivos gerais: desenvolvimento económico, modernização e industrialização sustentáveis, investigação científica, inovação e desenvolvimento tecnológico.

A importância da inovação torna-se clara quando um dos objetivos do ponto 9 foca-se em “apoiar o desenvolvimento tecnológico, a investigação e a inovação nacionais nos países em desenvolvimento, inclusive garantindo um ambiente político propício para, entre outras coisas, a diversificação industrial e a agregação de valor às matérias-primas.”.

Green Grease: um passo na inovação

Aproveitando a inovação na tecnologia e na ciência, a EcoXperience desenvolveu uma fórmula que permite evitar retirar matérias-primas do ambiente para produzir novos produtos. Aliás, em vez de retirar, dá uma nova vida a um resíduo produzido pelas pessoas e empresas.

A transformação do óleo alimentar usado em detergentes ecológicos é baseada numa tecnologia inovadora que colmata dois problemas:

  • Elimina um resíduo que tem impacto ambiental
  • Permite o fornecimento de produtos de limpeza

O projeto Green Grease surge, assim, numa necessidade de aliar vários setores no caminho do desenvolvimento sustentável através da inovação e diferenciação de comportamentos e conhecimentos.

Este programa tem por base a economia circular que, segundo a Comissão Europeia, significa dar primazia a um modelo que utiliza processos que restauram ou renovam fontes de energia e materiais, evitando ao máximo o desperdício. Este modelo requer novos processos de produção assim como novas tecnologias e inovação.



Scroll Up